março 05, 2015

Boa tarde!

Alunos de multimídia, hoje na aula conversamos sobre o processo de convergência. Encontrei essa matéria que tem tudo a ver com nosso debate em sala. Vejam o que acham.


"Com a cultura da convergência, são muitas as oportunidades que surgem para marcas que souberem engajar um público sedento por conteúdo e participação. Mas como captar a atenção de um consumidor saturado de informação? Entretenha-o. Conte uma história e convide-o a imergir nela via diferentes plataformas", frisou Sheron Neves, publicitária, professora da ESPM-Sul e colunista do blog "Escola de criação"  em seu workshop no Hotel Sheraton, em Porto Alegre.
Sheron explicou que não basta saber contar uma história, é preciso interagir com as pessoas. Em resumo, se a marca souber se utilizar bem das diferentes linguagens e plataformas para contar histórias de interesse do público, a relação entre marca e consumidor  ganha novas e estimulantes experiências. Storytelling, salienta Sheron, é algo desperta naturalmente a atenção das pessoas desde os primórdios da humanidade porque contar histórias sempre pautou nossa cultura – desde a infância – e hoje, pode ser usada para aproximar marcas de pessoas, humanizando-as e criando conexões além do consumo com o público. 
O bom e velho pensar fora da caixa dá seu alô novamente para avisar em um comercial, por exemplo, discurso de uma marca não precisa que o produto apareça ou que ela tenha relação direta com ele: “É importante saber brincar com os conceitos da marca, daí as possibilidades triplicam”, comenta ela sobre os infindáveis assuntos a serem abordados se abrimos nossa mente a ideias não relacionadas diretamente ao produto.
Para saber mais acesse os pots dela aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos e comentários que não se enquadram no contexto do blog serão recusados pelo moderador. Informe seu nome e sua turma ou use os registros disponíveis para identificar-se.

Sociable